Institucional

Veja o que aconteceu com sua renda mensal após a pandemia


Sabia que um levantamento feito pela QueroQuitar mostrou que as dívidas de cartão de crédito, empréstimo bancário e cartão de loja foram as mais negociadas durante a pandemia.

Com a atual situação econômica do país, incluindo dois anos de muitas incertezas e perda de renda e empregos, o brasileiro está cada vez mais endividado. O que tem levado a renda mensal a não ser suficiente para durar todo o mês.

A pandemia do coronavírus aumentou não só o número de indivíduos brasileiros que vivem na extrema pobreza, como diminuiu a classe média ao seu menor patamar em mais de 10 anos em relação ao total da população.

Segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), 77% das famílias brasileiras fecham o mês com alguma dívida. O maior número dos últimos 12 anos.

Continue a ler o artigo e entenda porque a renda mensal diminui devido à pandemia.

Pesquisa feita pela QueroQuitar mostra perda de renda mensal na pandemia

A QueroQuitar, fintech digital, especializada em negociação e pagamento de dívidas, realizou uma pesquisa quantitativa com cerca de 850 pessoas que negociaram dívidas durante o período de pandemia.

Segundo os dados coletados, 55,8% dos respondentes perderam parte da renda mensal durante o período. Já 24,8% sofreram com a perda total de renda; e 72,6% ainda não conseguiram recuperar a receita que tinham antes da Covid-19 começar.

Saiba quais foram as dívidas mais negociadas durante a pandemia

A pesquisa ainda apresenta quais dívidas os clientes mais negociaram nos últimos dois anos:

  • 63,8% apontaram os débitos de cartão de crédito;
  • 28,1% indicaram empréstimos feitos em bancos; e
  • 22,7% dívidas feitas em cartões de lojas.

Mesmo com o auxílio emergencial oferecido pelo governo federal, 74% dos participantes declararam que não utilizaram essa renda para negociar ou quitar dívidas.

A relação entre saúde e dívidas

Estar endividado pode mexer com a saúde mental e física das pessoas, acarretando problemas como dificuldades para dormir, ansiedade e depressão, por não se sentir capaz de reverter esse cenário.

De acordo com a pesquisa da QueroQuitar, 77,3% dos entrevistados, indicaram que foram afetados ou viram algum familiar passar por essa situação. Artur Zular, médico comportamental e fundador da QueroQuitar, explica que o primeiro passo para sair dessa condição, é negociar suas dívidas nas melhores condições oferecidas pelos credores.

A pesquisa mostrou que 81,8% dos participantes se sentiram melhor depois de negociar e iniciar o pagamento de uma dívida. Mesmo com o alto índice de endividados e inadimplência, as pessoas fazem o que podem para reverter esse cenário.

Ninguém quer estar no status de devedor. Quando perguntamos o que eles fariam se tivessem um adicional extra em mãos, 91% indicaram querer quitar uma dívida.

Um bom jeito de pesquisar e analisar a melhor forma de pagar suas dívidas é a plataforma da QueroQuitar (opens new window). É um ótimo lugar para encontrar boas ofertas e condições de pagamento que não apertam na renda mensal. Além da facilidade de fazer tudo de maneira 100% online, sem intervenção humana e o melhor: de graça (opens new window).

Existe perspectiva de melhora nesse cenário?

banner acordo quero quitar

De acordo com a consultoria Tendências, a projeção para o ano é de alta de 2,7%, uma recuperação fraca. E isso irá depender também do ritmo de vacinação contra a Covid-19.

Essa volta lenta deixa ainda mais complicado a criação de novos empregos. O que só dificulta a situação de quem teve uma perda considerável de renda e precisa se reerguer.

O ideal nesse momento é que as pessoas repensem os gastos. Filtrar com que se vai gastar, tirando itens que podem esperar e deixando só o que é realmente necessário, é uma medida que deve ser considerada nos tempos de crise.

Isso aliado a um bom planejamento financeiro e a busca de renda extra, são as melhores soluções a serem tomadas enquanto não só o país, mas o mundo se recupera dessa crise global.

Compartilhe:

Artigos Relacionados

Card CTA

Logo QueroQuitar laranja vertical

A QueroQuitar é a plataforma de negociação criada para facilitar a sua vida.

Consulte grátis!

Na QueroQuitar você fecha acordos com até 98% de desconto!

Consulte seu CPF e veja as melhores ofertas para quitar dívidas.

QueroRenda

Curta os nossos canais

Uma iniciativa QueroQuitar

Educação financeira é parte fundamental de uma vida tranquila. Pensando nisso, a QueroQuitar está produzindo vídeos e conteúdos para que você tenha mais conhecimento e tome melhores decisões sobre como lidar com seu dinheiro

Inscreva-se para receber nossa Newsletter preencha os campos abaixo.

Conheça nossa Política de Privacidade e nossos Termos de Uso. WhatsApp - E-mail: contato@queroquitar.com.br
Copyright ©2015-2020 www.queroquitar.com.br, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. Todo o conteúdo do site, todas as fotos, imagens, logotipos, marcas, dizeres, som, software, conjunto imagem, layout, aqui veiculados são de propriedade exclusiva da QueroQuitar S.A. É vedada qualquer reprodução, total ou parcial, de qualquer elemento de identidade, sem expressa autorização. A violação de qualquer direito mencionado implicará na responsabilização cível e criminal nos termos da Lei. Respeitamos todos os itens que nos cabe previstos na LEI Nº 12.965, DE 23 DE ABRIL DE 2014. E o DECRETO Nº 8.771, DE 11 DE MAIO DE 2016 QueroQuitar S.A - CNPJ: 54.042.668/0001-20 - R. Bahia, 843 - Higienópolis - CEP: 01244-001 - São Paulo - SP