Organização

Como a educação financeira pode evitar o endividamento


Uma pesquisa feita pelo Banco Central, mostrou que o caminho para diminuir o endividamento e melhorar a relação com o dinheiro no futuro, é dar educação financeira para os jovens. A pesquisa foi feita com milhares de jovens do ensino médio, o que indica cada vez mais que a educação financeira deveria ser matéria obrigatória nas escolas.

A pesquisa, na verdade, faz parte de um estudo do Banco Central, complementado por meio do relatório “Efeitos de longo prazo da educação financeira em escolas brasileiras: evidências de ação educacional”, realizado pelo Banco do Brasil em 2020.

Durante os anos de 2010 e 2011, cerca de 25 mil estudantes de 892 escolas públicas, tiveram aulas sobre o tema. Anos depois, ao analisar cerca de 16 mil dos estudantes impactados, o estudo concluiu que aqueles que receberam as aulas de educação financeira tiveram um grande avanço em termos de consciência em relação ao dinheiro.

Para entender melhor como a educação financeira pode evitar o endividamento, continue a ler o artigo.

Jovens endividados do país

Ainda falando sobre o estudo, o que pode ser verificado foi que, os jovens que tiveram aulas sobre como a educação financeira pode evitar o endividamento, tem:

  • 9,03% de chance menores, de usar o cheque especial quando adultos;
  • 6,75% de chances menores de usar o rotativo de cartão de crédito;
  • E 5,73% menores de usar o cartão de crédito para compras.

Aproximadamente 46% dos brasileiros com idade entre 25 e 29 anos já são inadimplentes. Isso sem contar o público mais jovem, que chega a 19% de pessoas de 18 a vinte quatro anos endividadas.

Então antes de entrarmos no assunto de como a educação financeira pode evitar o endividamento, é interessante entender o que leva as pessoas a se endividarem.

Conheça alguns dos motivos do endividamento

Se falarmos em termos gerais, os motivos para endividamento podem ir desde a falta de educação financeira, até as atuais condições do país. Com inflação subindo, preço dos combustíveis nas alturas, taxas exorbitantes de contas como de luz e gás e crise na economia agravada por fatores externos como a Guerra na Ucrânia, realmente não é uma surpresa a população estar endividada.

Mas além desse motivos, existem alguns mais pontuais que levam o brasileiro, principalmente os jovens de hoje a se endividarem. Veja:

Mau uso do crédito

A falta de conhecimento em relação às taxas de juros e do funcionamento por exemplo dos cartões de crédito é um dos vilões para endividamento dos jovens adultos. Saber como funciona o rotativo de um cartão de crédito, qual o juros cobrado, como é no caso de parcelamento, são coisas que parecem simples, mas que a maioria não pesquisa nem se informa ao utilizar um cartão ou contratar um empréstimo.

Crédito fácil

Hoje é muito simples, prático e rápido ter acesso a crédito. Seja um empréstimo, como o aumento do limite do cartão ou do cheque especial. Tudo isso pode ser feito de maneira online, onde bancos e instituições financeiras disponibilizam limites de crédito pré-aprovados. Algo que aumentou ainda mais com a pandemia.

Mas o que pode ser um benefício, se mal usado, pode acabar se tornando um problema. Não ter controle do quanto pode pegar emprestado pode afundar a pessoa. Algo que ficaria mais difícil caso soubesse o quanto pode dispor do seus ganhos mensais, para pagamento de parcelas. Algo que se aprende com educação financeira. O que leva ao ponto seguinte.

Organização financeira

Saber o quanto ganha e o quanto tem despesas no mês é básico para não enfiar os pés pelas mãos com as contas. Algo que uma simples planilha financeira ou mesmo uma anotação em um caderno poderia resolver. Mas este é um hábito que não é praticado pelo brasileiro. E isso acaba por levar, principalmente, os jovens a se endividarem por não controlar suas finanças.

Dificuldade de entrada no mercado de trabalho

Entrar no mercado de trabalho no Brasil nunca foi uma tarefa fácil. E isso piora quando se trata do primeiro emprego. Para jovens que estão se formando ou acabaram de se formar, essa é uma jornada difícil, devido às condições do país. Sendo assim, isso agrava a situação de quem já atingiu a maioridade , mas ainda tem problemas para se sustentar.

O papel da educação financeira

É bem fácil entender como a educação financeira pode evitar o endividamento. Estudar e ter acesso a educação financeira evita que crianças e jovens cresçam sem saber como controlar suas finanças. Deixa claro a importância do conhecimento sobre finanças para uma vida financeira equilibrada.

Veja aqui algumas vantagens de ter acesso a educação financeira

banner acordo quero quitar

Relação saudável com o dinheiro

Aprender que o dinheiro é seu amigo é uma ferramenta que pode ajudá-lo a crescer ,se manter, investir no futuro e a realizar sonhos é muito importante. Não se deve ter medo do dinheiro. Ou seja, adiar, verificar e controlar seus saldos e gastos. Não olhar para isso, é se entregar à sorte e não fazer seu destino. Algo que quem sabe lidar com o dinheiro aprende.

Evitar a inadimplência

Ao entender tudo que está envolvido nos custos de um crédito ou um empréstimo, isso nos leva a tomar ações mais conscientes e planejadas. Com educação financeira, com certeza você não sairá fazendo empréstimos ou tomando crédito se antes verificar se a necessidade é real e pesquisar as melhores opções.

Pagar dívidas

Outro ponto importante é saber o que deve e quanto deve. Feito isso é possível se programar para pagar as dívidas sem se apertar durante o mês. Mas entender que se livrar das dívidas é essencial para um bom equilíbrio financeiro, é parte da educação financeira.

Caso queira consultar se tem dívidas, é possível fazer isso por meio da QueroQuitar. Você pode consultar grátis seu CPF, localizar a dívida, verificar a melhor forma de pagamento e fechar um acordo em poucos cliques.

Atingir objetivos

Quando se tem a noção real de quanto ganha e o quanto pode guardar e gastar, realizar planos para alcançar seus objetivos fica mais claro. Seja trocar uma televisão, pagar um curso, comprar um carro ou quem sabe até o sonho de uma casa própria. Tudo é possível com um bom planejamento, paciência, controle e foco.

Caso queira saber mais sobre educação financeira, leia também o artigo "8 livros sobre educação financeira para finanças pessoais (opens new window)", para ficar por dentro do assunto.

Compartilhe:

Artigos Relacionados

Card CTA

Logo QueroQuitar laranja vertical

A QueroQuitar é a plataforma de negociação criada para facilitar a sua vida.

Consulte grátis!

Na QueroQuitar você fecha acordos com até 98% de desconto!

Consulte seu CPF e veja as melhores ofertas para quitar dívidas.

QueroRenda

Curta os nossos canais

Uma iniciativa QueroQuitar

Educação financeira é parte fundamental de uma vida tranquila. Pensando nisso, a QueroQuitar está produzindo vídeos e conteúdos para que você tenha mais conhecimento e tome melhores decisões sobre como lidar com seu dinheiro

Inscreva-se para receber nossa Newsletter preencha os campos abaixo.

Conheça nossa Política de Privacidade e nossos Termos de Uso. WhatsApp - E-mail: contato@queroquitar.com.br
Copyright ©2015-2020 www.queroquitar.com.br, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. Todo o conteúdo do site, todas as fotos, imagens, logotipos, marcas, dizeres, som, software, conjunto imagem, layout, aqui veiculados são de propriedade exclusiva da QueroQuitar S.A. É vedada qualquer reprodução, total ou parcial, de qualquer elemento de identidade, sem expressa autorização. A violação de qualquer direito mencionado implicará na responsabilização cível e criminal nos termos da Lei. Respeitamos todos os itens que nos cabe previstos na LEI Nº 12.965, DE 23 DE ABRIL DE 2014. E o DECRETO Nº 8.771, DE 11 DE MAIO DE 2016 QueroQuitar S.A - CNPJ: 54.042.668/0001-20 - R. Bahia, 843 - Higienópolis - CEP: 01244-001 - São Paulo - SP