Institucional

Kit Antena Digital: acesso gratuito para quem tem CadÚnico


Você sabia que as famílias que fazem parte do CadÚnico do Governo Federal e possuem antena parabólica para assistir a programação da TV aberta, receberão novos kits Antenas gratuitos?

Hoje em dia, aproximadamente 20 milhões de famílias no Brasil acompanham o sinal aberto e gratuito via satélite na Banda C, que migrará para a banda do 5G com o objetivo de evitar interferências na faixa de 3,5 GHz, que agora é reservada para o 5G, que começou a operar nas 27 capitais brasileiras desde o mês de julho.

A ação foi tomada para que os kits de recepção garantam uma melhor qualidade de som e imagem e não sofram interferência do sinal 5G.

Para saber mais sobre o assunto continue a leitura deste artigo.

Porque está ocorrendo a mudança do kit antena?

O novo kit antena será necessário, pois as famílias que hoje assistem TV aberta pelo Kit Antena anterior, que é por meio de parabólica, poderão sofrer interferência do sinal 5G que já está funcionando em diversas capitais do país.

A migração da Banda C para a Banda do 5G ocorre para liberar a faixa para o 5G e permitir que o cronograma estabelecido em edital, seja comprido. Tal cronograma teve início no dia 30 de junho e se estende até o ano de 2026, quando todos que têm o Kit antena antigo devem ter trocado seus equipamentos pelo nono kit.

Lembrando que o kit é gratuito. Ou seja, não será necessário pagar nada por ele, pelo agendamento ou pela instalação.

Quem pode solicitar o kit antena digital gratuito?

Nesse primeiro momento, a mudança acontece somente nas capitais brasileiras e os beneficiários podem fazer o agendamento pelo site do Siga Antenado (opens new window) , escolhendo o dia e horário para a instalação do kit.

Veja quem pode solicitar:

  • Quem faz parte de algum programa social do Governo Federal, inscrito no Cadastro Único;
  • Quem tem uma antena parabólica tradicional;
  • E é importante ressaltar que a antena parabólica deve estar instalada e conectada à TV de forma correta.

É importante destacar que o kit antena gratuito será distribuído para as famílias do Cadastro Único, somente com renda mensal de até três salários mínimos.

Outra informação que é importante saber, é que a liberação dos kits será feita de forma gradual. Ou seja, será liberado conforme os novos recursos irão sendo utilizados, para garantir que todos que usam a televisão via satélite, não fiquem sem a transmissão de sinal.

Porque o novo kit antena é melhor?

Com a mudança da Banda C para a Banda do 5G, a transmissão dos canais abertos de TV via satélite irão todos para a Banda 5G. Sendo assim, os aparelhos atuais deverão ser substituídos por outros mais modernos que vão continuar garantindo o acesso à programação gratuita.

Quando trocar a sua antena parabólica e o conversor, você passará a ter uma transmissão de TV digital, que automaticamente garante mais qualidade de imagem, de som e equipamentos mais modernos.

Como sei se preciso trocar meu equipamento?

Veja em quais casos existe a necessidade de uma antena digital e em quais não.

Parabólica convencional

Caso a antena que você utiliza para receber sinal de TV aberta, for uma parabólica convencional, será necessário trocar seu equipamento para a nova parabólica digital.

Antena digital

Se você utiliza uma antena interna, que é instalada ao lado da TV, ou uma antena externa, instalada no seu telhado, está tudo certo. Você já tem acesso à TV Digital e não precisa fazer nada.

TV por assinatura

Se você possui uma TV por assinatura, também não precisa fazer nada.

Saiba quais são os benefícios da troca

  • Imagem mais nítida;
  • Som de melhor qualidade;
  • Mais tecnologia;
  • Equipamentos mais modernos;
  • Novos canais e programação regional para você e sua família;
  • A programação continua de graça.

Não faz parte do cadastro Único? Veja como se cadastrar

banner acordo quero quitar

O Cadastro Único é feito de forma presencial nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) ou em postos de atendimento do próprio CadÚnico. Para se cadastrar é feita uma entrevista com um dos atendentes que irá solicitar ao responsável pela família que apresente os documentos que comprovem as condições necessárias para participar do programa.

Outro ponto que é importante saber é que o responsável pela família deve ter no mínimo 16 anos, possuir CPF ou título de eleitor e ser preferencialmente, mulher. è preciso também estar com esses documentos em mãos e ceder pelo menos um dos documentos citados abaixo de cada membro da família:

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • Carteira de Identidade – RG;
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor;
  • Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI) – somente se a pessoa for indígena.

Para saber mais sobre o Cadastro Único, leia o artigo “Atualização do Cadastro Único: entenda os prazos para revisão e averiguação cadastral (opens new window)”. Nele você vai encontrar mais informações sobre prazos e como proceder.

Compartilhe:

Artigos Relacionados

Card CTA

Na QueroQuitar você fecha acordos com até 98% de desconto!

Consulte seu CPF e veja as melhores ofertas para quitar dívidas.

QueroQuitar

Curta os nossos canais

Uma iniciativa QueroQuitar

Educação financeira é parte fundamental de uma vida tranquila. Pensando nisso, a QueroQuitar está produzindo vídeos e conteúdos para que você tenha mais conhecimento e tome melhores decisões sobre como lidar com seu dinheiro

Inscreva-se para receber nossa Newsletter preencha os campos abaixo.

Conheça nossa Política de Privacidade e nossos Termos de Uso. WhatsApp - E-mail: contato@queroquitar.com.br
Copyright ©2015-2020 www.queroquitar.com.br, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. Todo o conteúdo do site, todas as fotos, imagens, logotipos, marcas, dizeres, som, software, conjunto imagem, layout, aqui veiculados são de propriedade exclusiva da QueroQuitar S.A. É vedada qualquer reprodução, total ou parcial, de qualquer elemento de identidade, sem expressa autorização. A violação de qualquer direito mencionado implicará na responsabilização cível e criminal nos termos da Lei. Respeitamos todos os itens que nos cabe previstos na LEI Nº 12.965, DE 23 DE ABRIL DE 2014. E o DECRETO Nº 8.771, DE 11 DE MAIO DE 2016 QueroQuitar S.A - CNPJ: 54.042.668/0001-20 - R. Bahia, 843 - Higienópolis - CEP: 01244-001 - São Paulo - SP