Dívidas

Descubra como pagar dívidas estando desempregado


É verdade, nem o país nem o mundo passam pela melhor fase econômica. Juros lá em cima, inflação e preços nas alturas são alguns dos reflexos da crise econômica que vive o planeta. Frutos vindos de dois anos de pandemia, agravado pela guerra da Rússia contra a Ucrânia.

Fora tudo isso, que não é pouco, existe ainda o desemprego. A boa notícia é que a taxa de desemprego no Brasil caiu. De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a taxa estava em 9,4% em abril de 2022. A menor desde outubro de 2015.

Mesmo assim tem pessoas perdendo seus empregos. E essa, claro, não é uma situação nada agradável. Algo fica ainda pior quando se está endividado. Diante disso, como pagar dívidas estando desempregado?

Pode parecer um bicho de sete cabeças, mas com um bom controle, planejamento e muita criatividade, é possível sair desse aperto. Continue a ler o artigo para saber como.

É possível se organizar para pagar dívidas mesmo desempregado?

Executivo guardando seus pertences de escritório em uma caixa.

A resposta é sim, é possível. Aqui você vai encontrar alguns passos que vão ajudar nessa tarefa que apesar de parecer difícil, é bem simples. Dê uma conferida:

Calcule o quanto você tem

Nesse momento é necessário saber exatamente de quanto você dispõe de dinheiro. Como foi demitido, a ideia é que entre nesse cálculo as verbas rescisórias, além de outros valores. Veja aqui uma lista de tudo que deve entrar no cálculo:

  • 13º salário proporcional;
  • Férias;
  • Multa sobre FGTS;
  • FGTS;
  • Seguro-Desemprego se tiver direito;
  • Economias ou reserva de emergência que tenha aplicado;
  • Benefícios do INSS como pensões ou auxílios, se for o caso.

Custos fixos

Em seguida, é preciso saber quais seus custos fixos essenciais. Ou seja, aqueles que você tem todo mês e não pode deixar de pagar. Veja uma lista de exemplo:

  • Aluguel se for o caso
  • Condomínio quando o caso;
  • Média das contas de consumo (luz, água, gás, etc.);
  • Internet e TV;
  • Gastos com alimentação,
  • Gastos com cuidados pessoais,
  • Transporte
  • Prestações e parcelas (cartão de crédito, empréstimo, financiamento, etc.)

A soma desses valores , vai dar uma ideia de quais são seus gastos mensais e de qual é o mínimo que precisa para se manter durante o mês.

Corte de gastos

Esse é o momento de cortar todos os gastos que não são essenciais. Tudo aquilo que é não uma necessidade ou não tem urgência em ser feito deve entrar nessa conta. Veja um exemplo:

  • Faxineira;
  • Assinaturas de serviços de streaming e TV a cabo;
  • Compra de roupas;
  • Comidas por delivery;
  • Livros e presentes.

Vale também economizar no gasto de contas como as de água, luz e gás, por exemplo.

Pagar dívidas

Chegamos agora na parte mais importante desse artigo. Como fazer para negociar dívidas sem um trabalho. Feito o cálculo de quanto tem de reserva e dos gastos mensais, é a hora de levantar quais são as dívidas que tem.

Veja os valores, juros e números de parcelas. Feito isso, faça uma pesquisa e veja se vale a pena, por exemplo, tomar um empréstimo para quitar as dívidas atuais. Para isso analise e verifique se os são juros mais em conta e em um número de parcelas mais compatível com o valor que cabe no seu bolso no momento.

Se não sabe exatamente quais dívidas tem, um jeito fácil, rápido e seguro de consultar é por meio da plataforma da QueroQuitar (opens new window). Em poucos cliques é possível fazer uma consulta gratuita (opens new window) pelo número do seu CPF ou CNPJ.

Se o credor com o qual tem dívida for um parceiro, ela aparecerá na tela para você. E por meio do site é você quem tem o controle de como quer pagar. Escolhe a melhor oferta, com as condições que cabem no seu orçamento, fecha o acordo e depois basta baixar o boleto. Tudo 100% online, sem a intervenção humana.

Planejamento

banner acordo quero quitar

Agora que sabe exatamente quais os seus gastos mensais é possível fazer um planejamento financeiro para que consiga se manter durante um tempo. Até conseguir um novo emprego ou ter retorno por exemplo de uma atividade por conta própria.

Por exemplo, digamos que após verificar o quanto tem de reserva e os gastos mensais, digamos tenha um montante de R$10.000 e gastos mensais de R$ 2.000,00, já incluso o valor de dívidas. Nesse caso, esses R$ 10.000, o ajudariam a se manter por 5 meses. Um tempo bom para conseguir um novo sustento.

Se quiser mais dicas de como lidar com as dívidas , aproveite e leia também o artigo “Finanças pessoais: 5 dicas para ajudar no orçamento familiar (opens new window)”.

Se quiser falar comigo ou tiver alguma dúvida, é só me mandar um e-mail: euquito@queroquitar.com.br. Vou adorar bater um papo com você!

Um abraço e até semana que vem.

Euquito.

Compartilhe:

Artigos Relacionados

Card CTA

Logo QueroQuitar laranja vertical

A QueroQuitar é a plataforma de negociação criada para facilitar a sua vida.

Consulte grátis!

Na QueroQuitar você fecha acordos com até 98% de desconto!

Consulte seu CPF e veja as melhores ofertas para quitar dívidas.

QueroRenda

Curta os nossos canais

Uma iniciativa QueroQuitar

Educação financeira é parte fundamental de uma vida tranquila. Pensando nisso, a QueroQuitar está produzindo vídeos e conteúdos para que você tenha mais conhecimento e tome melhores decisões sobre como lidar com seu dinheiro

Inscreva-se para receber nossa Newsletter preencha os campos abaixo.

Conheça nossa Política de Privacidade e nossos Termos de Uso. WhatsApp - E-mail: contato@queroquitar.com.br
Copyright ©2015-2020 www.queroquitar.com.br, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. Todo o conteúdo do site, todas as fotos, imagens, logotipos, marcas, dizeres, som, software, conjunto imagem, layout, aqui veiculados são de propriedade exclusiva da QueroQuitar S.A. É vedada qualquer reprodução, total ou parcial, de qualquer elemento de identidade, sem expressa autorização. A violação de qualquer direito mencionado implicará na responsabilização cível e criminal nos termos da Lei. Respeitamos todos os itens que nos cabe previstos na LEI Nº 12.965, DE 23 DE ABRIL DE 2014. E o DECRETO Nº 8.771, DE 11 DE MAIO DE 2016 QueroQuitar S.A - CNPJ: 54.042.668/0001-20 - R. Bahia, 843 - Higienópolis - CEP: 01244-001 - São Paulo - SP