Finanças pessoais: 5 dicas para ajudar no orçamento familiar


9/24/2021

Organização

Finanças pessoais: 5 dicas para ajudar no orçamento familiar

Ter uma vida financeira em ordem pode ser uma tarefa simples. Para isso é preciso só um pouco de organização. Além disso, para deixar as finanças em dia, é necessário além do orçamento familiar, manter as contas em ordem. Mas não se desespere, pois com um bom planejamento financeiro, é possível colocar as finanças e a vida em dia.

Para ajudar nessa missão, separamos 5 dicas rápidas sobre finanças pessoais. Isso irá ajudar a equilibrar o seu orçamento familiar no dia a dia. E claro, te ensinar a guardar dinheiro.

Saiba quanto ganha e quanto gasta

Um dos passos para organizar o orçamento pessoal, é saber quanto você recebe de salário e quais são seus gastos mensais. A melhor maneira é conhecer quais despesas consomem a maior parte dos ganhos e aquelas que podem ser cortadas. Nesse caso, liste as mais comuns como:

  • Moradia: aqui entram despesas como aluguel, condomínio, conta de gás, água e luz;
  • Alimentação: em alimentação não esqueça de incluir refeições fora de casa e supermercado;
  • Saúde: convênio médico, consultas, exames, compra de medicamentos e até o dentista entram nesse item;
  • Transporte: desde conduções como ônibus, trem, metrô, até gasolina, apps de carros e aluguel de bicicletas;
  • Educação: mensalidade da universidade, cursos livres, pós-graduação, livros técnicos e material escolar entram aqui;
  • Serviços: TV a cabo, streaming, internet e conta de celular, são bons exemplos de serviços;
  • Dívidas: financiamentos, parcelamentos, renegociações e parcelas em atraso devem entrar nessa parte.

Saber administrar esses itens, irá te ajudar a controlar os gastos. Algo que pode ser feito a qualquer momento e fará muita diferença.

Controle as finanças pessoais

Depois que separou os gastos, o ideal é acompanhar e monitorar isso regularmente. Há quem faça o controle financeiro todo dia, mas no mínimo, faça uma vez por semana. Pelo menos no começo, para entender e analisar com o que está gastando. Assim fica mais fácil saber o que são gastos desnecessários e o que realmente não tem como deixar de pagar.

Mãos fazendo cálculos em uma mesa com notebook, caneta, celular e calculadora.

Para não se perder, anote tudo. Pode ser em um caderno, em uma planilha ou em um app para controle das finanças pessoais. No menu Quero Renda, temos as ferramentas de apoio (opens new window) onde você encontra uma lista de apps gratuitos que podem ajudar. Isso o ajudará a controlar o que entra e o que sai.

Após identificar para onde está indo seu dinheiro, não tenha dó de cortar. Exemplos disso são coisas como:

  • TV a cabo: caso tenha um pacote com 200 canais e você só assiste 50, assine um mais em conta;
  • Celular: tem um plano com 500 minutos e usa 100? Talvez compense fazer um plano controle, hoje disponível pela maioria das operadoras;
  • Streaming: Tem diversas assinaturas e só utiliza uma plataforma? Cancele a assinatura das outras.

Até na sua conta-corrente é possível economizar. Muitas vezes pagamos por pacotes de tarifas que não usamos nem metade dos serviços oferecidos pelo banco. Não custa verificar com o seu banco se existem outras opções mais econômicas. Isso fará toda a diferença no final do mês.

Avalie e negocie suas dívidas

Outro passo importante é quitar ou negociar as dívidas. Quanto mais deixar as dívidas rolarem sem nenhuma negociação, pior ficará a situação. Por isso, antes de guardar dinheiro, seja para um carro ou um imóvel, saiba que é preciso quitá-las.

Isso impedirá que elas se transformem em uma bola de neve. Afinal, além da própria dívida, existem os juros, as taxas e multas por atraso. Sem contar que o não pagamento leva o consumidor a ficar com o “nome sujo”, impossibilitando a contratação de crédito.

Hoje, uma maneira de localizar dívidas e verificar a melhor forma de negociá-las, é a plataforma de negociação online QueroQuitar (opens new window). Com poucos passos, é possível saber quem são os credores, como conferir as melhores condições de descontos e parcelamentos. A QueroQuitar, desde 2015 é pioneira no ramo de negociação online. A plataforma oferece a possibilidade de você negociar suas dívidas de maneira justa, humana e amigável.

Guarde dinheiro

Outro ponto que deve ser levado em conta, é guardar dinheiro. Este é o próximo passo após zerar suas dívidas. Poupar sempre foi uma dificuldade em geral para os brasileiros. Pesquisas como a da Anbima e Datafolha, apontaram que em 2020, que o perfil do brasileiro vem mudando. Existe uma ordem a ser seguida quando se pensa em guardar dinheiro e poupar. Veja:

  • Reserva de emergência: a primeira coisa que se pensa quando se fala em finanças pessoais, é guardar dinheiro para uma reserva de emergência. Essa reserva, conforme orientam os educadores financeiros, deve ser no mínimo 6 vezes o que você ganha.
  • Invista o seu dinheiro: para começar, como se trata de uma reserva de emergência, pense em investimentos de baixo risco. São aqueles onde ao aplicar seu dinheiro, as chances de perdas no valor investido são menores.

Exemplos são investimentos em CDBs e poupança. Assim seu dinheiro não fica parado sem render e você também não corre um risco alto. Diferente de quem aplica na Bolsa de Valores ou em outros tipos de investimentos mais agressivos.

Outra dica importante é não esperar o final do mês para guardar o que sobrar. Assim que receber, separe uma parte dos seus ganhos e coloque em uma poupança ou no investimento que tiver escolhido. Isso evita que você gaste além da conta e não sobre nada para guardar.

Se você não sabe onde investir, um bom começo é descobrir qual é a melhor opção de investimento para você (opens new window). A QueroQuitar fez uma matéria bem legal sobre o assunto. Vai lá dar uma conferida.

Se você não tem o costume e nunca conseguiu guardar dinheiro, fique tranquilo. Isso não acontece apenas com você. Em geral, o brasileiro não tem o hábito de poupar, mas isso é uma questão de prática.

Funciona como o hábito de fazer exercícios. No início, você começa devagar, com pesos mais leves, até seus músculos ficarem fortes o bastante para aumentar a carga. Poupar e investir funciona do mesmo jeito.

Comece guardando 10% do que ganha e conforme for percebendo que é possível guardar mais, aumente aos poucos. O ideal é fazer disso uma rotina.

Não ache que porque está começando de pouco em pouco, que isso não faz diferença. Primeiro que você está criando um novo hábito.

Algo que não fazia antes. Só isso já é um grande passo. Em segundo que, mesmo que pareça pouco, faz diferença sim.

Já ouviu o ditado que de “grão em grão a galinha enche o papo”? Lembre que quando chegar nessa etapa, terá saído de uma situação onde estava endividado e agora está na outra ponta. Terá se transformado em um poupador.

Por isso comemore qualquer centavo economizado. Só o fato de sair das dívidas e se tornar alguém que agora guarda dinheiro, já te faz um vencedor.

Para te ajudar ainda mais com seu planejamento financeiro, existem outras fontes sobre o tema. Uma delas é o site da Sabe Poupar. Leia o artigo "5 maneiras inteligentes de administrar seu dinheiro" (opens new window) e aproveite as dicas.

Tenha um objetivo

Após ter organizado suas finanças pessoais, fica muito mais fácil poupar. E isso fica ainda mais claro quando se tem objetivos. Seja comprar um carro, fazer uma pós-graduação, uma viagem ou até investir em uma previdência privada. Os objetivos são as motivações que farão com que você se lembre porque está economizando.

E toda vez que for comprar algo, mantenha isso em mente. Isso fará com que avalie se o que vai gastar é necessário, se pode esperar ou se é dispensável. Ao pensar desta forma, ficará muito mais fácil manter o orçamento familiar e guardar dinheiro.

Quando se tem um objetivo de vida, isto te dá um propósito. Mas você pode se perguntar: “ E se eu ainda não souber qual é meu propósito”?

Entenda que ter um objetivo ou ir além e ter o tão falado propósito, não precisa ser nada grandioso. É comum ao se falar nisso, acharmos que é algo que deve trazer um bem maior ao mundo. Mas pode ser muito mais simples.

Um bom exemplo é uma mudança de profissão. Digamos que você trabalhou durante muito tempo como contador e então viu que já cumpriu seu papel nessa função. Agora você tem outros interesses, o que é muito normal.

E daí vendo programas de culinária, percebeu que tem facilidade para cozinhar. Pronto, surge então a ideia de ser um chef de cozinha. Esse é um novo objetivo.

Decidido isso, é hora de investir nessa nova carreira e nada melhor para isso, que um curso profissionalizante na área. Só que você quer ir ainda mais longe e daqui um tempo, quando tiver experiência, ter seu próprio restaurante.

Você construiu aí um novo propósito para sua vida. Mas para isso é preciso de dinheiro. Se você tiver planejado e tiver poupado, essa etapa não será um problema. Percebe como tudo está ligado?

Poupar e planejar são as palavras-chaves para sair das dívidas. Organize o orçamento familiar e ao se transformar em um poupador, possa investir em seus sonhos.

Esperamos que com essas dicas, fique mais fácil controlar suas finanças pessoais e começar uma nova fase em sua vida.

Na QueroQuitar você tem acordo

As melhores condições para quitar as dívidas. Sempre!

QueroRenda

Curta os nossos canais

Uma iniciativa QueroQuitar

Educação financeira é parte fundamental de uma vida tranquila. Pensando nisso, a QueroQuitar está produzindo vídeos e conteúdos para que você tenha mais conhecimento e tome melhores decisões sobre como lidar com seu dinheiro

Inscreva-se para receber nossa Newsletter preencha os campos abaixo.

Conheça nossa Política de Privacidade e nossos Termos de Uso. WhatsApp - E-mail: contato@queroquitar.com.br
Copyright ©2015-2020 www.queroquitar.com.br, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. Todo o conteúdo do site, todas as fotos, imagens, logotipos, marcas, dizeres, som, software, conjunto imagem, layout, aqui veiculados são de propriedade exclusiva da QueroQuitar S.A. É vedada qualquer reprodução, total ou parcial, de qualquer elemento de identidade, sem expressa autorização. A violação de qualquer direito mencionado implicará na responsabilização cível e criminal nos termos da Lei. Respeitamos todos os itens que nos cabe previstos na LEI Nº 12.965, DE 23 DE ABRIL DE 2014. E o DECRETO Nº 8.771, DE 11 DE MAIO DE 2016 QueroQuitar S.A - CNPJ: 54.042.668/0001-20 - R. Bahia, 843 - Higienópolis - CEP: 01244-001 - São Paulo - SP