Organização

Você sabe qual a diferença entre TED e DOC?


Transferir dinheiro para outra conta sua ou de um terceiro, é uma atividade comum de quem tem uma conta em banco. Ainda mais se for feita pela internet. Mas você sabe exatamente como funcionam essas transferências?

Hoje, além das usadas já a um bom tempo, surgiram novas formas de transferência como o PIX.

Mas vamos deixar esse assunto para um outro artigo. Neste, vamos mostrar quais são as diferenças entre TED e DOC.

Você sabe qual é? Não? Então fica tranquilo que vamos te ensinar.

O que é DOC?

Para compararmos as diferenças entre um e outro, que tal saber o que é exatamente cada um dos tipos de transferência entre uma instituição bancária e outra?

Vamos começar pelo DOC.

O DOC, abreviação de Documento de Crédito é um tipo de transferência bancária onde o limite diário é de R$ 4.999,99. Esta operação só pode ser feita por instituições autorizadas pelo Banco Central. E pode tanto ser feita em caixas eletrônicos, como pelo internet banking.

Sua compensação funciona como a dos antigos cheques. Ou seja, o dinheiro cai somente no dia útil seguinte à data da transferência bancária. E se a transação tiver sido feita após as 22h, pode levar ainda mais tempo.

Além disso, para fazer um DOC, normalmente o banco ou instituição financeira costuma cobrar tarifa. O valor vai depender da instituição em qual tem conta e também do pacote de serviços que tem cadastrado para ela.

Tem pacotes que dão direito a um certo número de transações por mês. É sempre bom conferir com o seu banco. Outra característica é que não tem valor mínimo.

O que é TED?

A Transferência Eletrônica Disponível, também chamada de TED, surgiu em 2002, criada pelo Banco Central. O tempo de transferência de uma TED é mais rápido do que o DOC.

Se a transação bancária for feita até as 17h, o valor cai no mesmo dia. Lembrando que se a operação for feita após esse horário, só cai na conta no próximo dia útil.

Outra diferença em relação ao DOC, é que o limite diário de transferência pode ser maior do que R$ 5.000,00. No caso da TED, também existe cobrança de tarifa.

Como no DOC, dependendo do pacote de tarifas que você contratou com seu banco, você terá direito a um certo número de operações que poderão ser feitas durante o mês sem cobrança.

Na TED, antes havia limite mínimo de transferência, mas isso mudou. A partir de janeiro de 2016, o cliente passou a poder enviar qualquer valor.

É possível agendar a transferência de uma TED ou DOC?

mãos masculinas teclando um notebook e segurando um cartão de débito

A maioria dos bancos permite agendar os dois tipos de operação, mas isso não é uma regra. Por isso, sempre é bom confirmar com sua instituição financeira se eles têm esse tipo de serviço e se há cobrança para usá-lo.

Posso cancelar uma TED ou DOC?

Existe um tipo de cancelamento que é automático, tanto para a TED como para o DOC. Isso acontece quando os dados do banco, agência, conta, CPF ou CNPJ não estão incorretos.

Nesse caso, é feita a devolução do valor para a conta de quem tentou fazer a transferência. Em uma TED, o valor volta no mesmo dia. Já o DOC, o valor pode levar até 2 dias úteis para retornar a conta.

Agora, se você errou o valor da operação e houver saldo em conta, não tem como cancelar. Neste caso, o melhor a ser feito é falar com a pessoa para quem fez a transferência e pedir que ela devolva a diferença.

Quais as informações necessárias para fazer um DOC ou TED?

Para realizar qualquer uma das duas transações, é preciso que você tenha:

  • Código de seu banco;
  • Código do banco de quem vai receber;
  • Número da agência de quem vai receber;
  • Seu nome e CPF, no caso de pessoa física ou nome e CNPJ da empresa, no caso de pessoa jurídica;
  • Nome e CPF da pessoa ou nome e CNPJ da empresa que irá receber;
  • Número da sua conta;
  • Número da conta de quem vai receber;
  • Valor da transferência;
  • Data de emissão;
  • Finalidade da transferência.

Algo que deve ser lembrado, é que se a transferência for entre contas do mesmo banco, normalmente não é preciso informar o CPF e CNPJ, além do valor cair no mesmo dia.

A tendência é que tanto o DOC, como a TED, passem cada vez mais a serem menos utilizados. Isso se deve a chegada do PIX, que é muito mais simples de ser feito e os valores caem na mesma hora na conta da outra pessoa.

Mas como disse, falaremos sobre esse outro meio de transferência em um outro artigo.

Compartilhe:

Artigos Relacionados

Card CTA

Logo QueroQuitar laranja vertical

A QueroQuitar é a plataforma de negociação criada para facilitar a sua vida.

Consulte grátis!

Na QueroQuitar você fecha acordos com até 98% de desconto!

Consulte seu CPF e veja as melhores ofertas para quitar dívidas.

QueroRenda

Curta os nossos canais

Uma iniciativa QueroQuitar

Educação financeira é parte fundamental de uma vida tranquila. Pensando nisso, a QueroQuitar está produzindo vídeos e conteúdos para que você tenha mais conhecimento e tome melhores decisões sobre como lidar com seu dinheiro

Inscreva-se para receber nossa Newsletter preencha os campos abaixo.

Conheça nossa Política de Privacidade e nossos Termos de Uso. WhatsApp - E-mail: contato@queroquitar.com.br
Copyright ©2015-2020 www.queroquitar.com.br, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. Todo o conteúdo do site, todas as fotos, imagens, logotipos, marcas, dizeres, som, software, conjunto imagem, layout, aqui veiculados são de propriedade exclusiva da QueroQuitar S.A. É vedada qualquer reprodução, total ou parcial, de qualquer elemento de identidade, sem expressa autorização. A violação de qualquer direito mencionado implicará na responsabilização cível e criminal nos termos da Lei. Respeitamos todos os itens que nos cabe previstos na LEI Nº 12.965, DE 23 DE ABRIL DE 2014. E o DECRETO Nº 8.771, DE 11 DE MAIO DE 2016 QueroQuitar S.A - CNPJ: 54.042.668/0001-20 - R. Bahia, 843 - Higienópolis - CEP: 01244-001 - São Paulo - SP