Notícias

Auxílio Emergencial: saiba a data de pagamento da 2ªparcela


O que é o Auxílio Emergencial ou Novo Bolsa Família

Criado em abril de 2020, o Auxílio Emergencial foi uma ação do Governo Federal pensando nos impactos sociais e econômicos causados pela pandemia do Covid-19.

Na época de sua criação, o programa atingiu cerca de 68 milhões de brasileiros, com pagamentos de 5 parcelas no valor de R$600,00 e quatro parcelas de R$300,00.

Em 2021, o programa se manteve ativo, porém com uma redução considerável nos pagamentos e no número de parcelas. Além disso, a definição dos valores também foi alterada.

Anteriormente, a solicitação do benefício era através do site ou aplicativo da caixa federal, pago a trabalhadores informais, desempregados, contribuintes individuais do INSS e MEIs.

Já ano passado, em 2022, o pagamento foi feito para aqueles que receberam o auxílio emergencial em 2020, trabalhadores informais ou beneficiários do Bolsa Família, pessoas com renda familiar mensal de até três salários-mínimos da época (R$ 3.300) ou com renda familiar por pessoa de até meio salário-mínimo da época (R$ 550).

O valor era definido de acordo com a condição do beneficiário. Caso morasse sozinho, o valor era de R$150. Famílias com mais de uma pessoa e que não fossem chefiadas por mulheres, receberam R$ 250 e famílias que fossem chefiadas por mulheres o valor era de R$ 375.

O que mudou no Auxílio Emergencial de 2023?

enter image description here

Esse ano começou com a transição de governo, o que impactou em diversas mudanças dos auxílios pagos às famílias brasileiras. Uma das principais novidades é a mudança de nome do programa: o Auxílio Brasil voltou a chamar Bolsa Família, ou Novo Bolsa Família.

Novas regras para o Novo Bolsa Família

A Medida Provisória (MP 1.164/2023) que retomou o Bolsa Família se tornou válida no início de março deste ano. O programa tem como foco as famílias em situação de pobreza. Apesar de ter novas regras, o valor continuará sendo de R$ 600 por família, no mínimo.

Além disso, será pago mais R$ 150 por crianças de até 6 anos e de R$ 50 por crianças de sete a 18 anos incompletos, assim como para gestantes que façam parte do núcleo familiar.

Um dos critérios a cumprir para ter direito ao benefício é que cada pessoa da família deve comprovar uma renda mensal de até R$ 218, sendo o valor limite para participar do programa.

Quem recebe um salário-mínimo poderá fazer parte do Bolsa Família?

Depende. Neste caso, é preciso que apenas um familiar seja o provedor e tenha cinco dependentes vivendo com essa renda. Caso contrário, irá ultrapassar o valor limite que o programa estabeleceu.

Como receber esse pagamento?

As famílias que estiverem dentro do valor limite e que recebiam o Auxílio Brasil anteriormente, irão passar a ganhar o Bolsa Família de forma automática. Isso quer dizer, sem precisar de um novo cadastro. Porém, as demais famílias precisam estar inscritas no CadÚnico, mantendo as informações atualizadas, ou realizar a inscrição.

No momento do pagamento, que começou a ser feito a partir do dia 20 de março de 2023, o responsável da família por receber o benefício, ganha um cartão para fazer o saque na Caixa Econômica. Ou então, há a opção de receber o valor diretamente em conta corrente.

O Bolsa Família veio para dar o suporte necessário às famílias brasileiras. Ainda que o valor seja baixo, é importante traçar um plano de organização financeira e pensar em possíveis trabalhos que garantam uma renda extra.

Pagamento da segunda parcela do Novo Bolsa Família

O Ministério da Cidadania divulgou o calendário de pagamentos do Auxílio Brasil para 2023. O programa, que foi rebatizado de Novo Bolsa Família no governo do presidente eleito, começou o pagamento das parcelas no dia 18 de janeiro.

As datas definidas também são válidas para o Auxílio Gás sendo que este benefício é pago a cada dois meses.

Como consultar para saber a data do pagamento

Para saber o dia em que a parcela mensal ficará disponível para saque ou crédito em conta bancária, o cidadão precisa observar o último dígito do Número de Identificação Social (NIS), impresso no cartão do titular.

Para cada dígito final do NIS há uma data mensal correspondente. Se o NIS do titular termina com o número 1, em janeiro, por exemplo, os pagamentos foram feitos no dia 18 deste mesmo mês.

Os pagamentos são disponibilizados na sequência de um a zero, durante os últimos dez dias úteis de cada mês. A exceção é o mês de dezembro, quando todos os pagamentos ocorrem até o dia 22. Os benefícios ficam disponíveis para saque por 120 dias após a data indicada no calendário.

Calendário de pagamento Auxílio Emergencial, o Novo Bolsa Família

Veja abaixo a data de pagamento conforme o digito final do cartão do NIS:

enter image description here

Em caso de dúvidas, existem três canais de atendimento ao cidadão:

banner acordo quero quitar

  • O telefone 121, do Ministério da Cidadania, que reúne informações e funciona também como central para denúncias.

  • O telefone 111, canal de Atendimento ao Cidadão da Caixa Econômica Federal com informações sobre o cartão e o saque do benefício.

  • E o aplicativo Auxílio Brasil, disponível de forma gratuita nas lojas virtuais de apps em qualquer smartphone.

Compartilhe:

Artigos Relacionados

Card CTA

Na QueroQuitar você fecha acordos com até 98% de desconto!

Consulte seu CPF e veja as melhores ofertas para quitar dívidas.

QueroQuitar

Curta os nossos canais

Uma iniciativa QueroQuitar

Educação financeira é parte fundamental de uma vida tranquila. Pensando nisso, a QueroQuitar está produzindo vídeos e conteúdos para que você tenha mais conhecimento e tome melhores decisões sobre como lidar com seu dinheiro

Inscreva-se para receber nossa Newsletter preencha os campos abaixo.

Conheça nossa Política de Privacidade e nossos Termos de Uso. WhatsApp - E-mail: contato@queroquitar.com.br
Copyright ©2015-2020 www.queroquitar.com.br, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. Todo o conteúdo do site, todas as fotos, imagens, logotipos, marcas, dizeres, som, software, conjunto imagem, layout, aqui veiculados são de propriedade exclusiva da QueroQuitar S.A. É vedada qualquer reprodução, total ou parcial, de qualquer elemento de identidade, sem expressa autorização. A violação de qualquer direito mencionado implicará na responsabilização cível e criminal nos termos da Lei. Respeitamos todos os itens que nos cabe previstos na LEI Nº 12.965, DE 23 DE ABRIL DE 2014. E o DECRETO Nº 8.771, DE 11 DE MAIO DE 2016 QueroQuitar S.A - CNPJ: 54.042.668/0001-20 - R. Bahia, 843 - Higienópolis - CEP: 01244-001 - São Paulo - SP