Investimento

4 dicas para ajudar a saber por onde começar a investir


Quando se pensa na palavra investir, normalmente o que vem à cabeça é algo complicado, que demanda muito tempo e estudo. Sim, existem inúmeras maneiras para se investir e uma diversidade de investimentos. Isso pode te deixar um tanto receoso de mergulhar de cabeça nesse mundo.

Mas investir não precisa ser complicado. É possível adentrar esse mundo aos poucos, começando devagar e por opções mais simples. E conhecer e se informar sobre estas opções, é o primeiro passo para deixar para trás o receio e começar a pensar no futuro.

Pensando em facilitar sua vida, é que surgiu este artigo. Leia e conheça 4 dicas para saber por onde começar a investir.

Dica 1: É possível investir com pouco dinheiro?

Vamos a primeira dica. Na maioria das pessoas pensam que é preciso ser milionário, rico ou ter um grande valor para investir. Mas na verdade, não. O que é preciso, na grande maioria das vezes é constância.

Ou seja , mesmo investindo pouco, mas de maneira constante, você vai criando um patrimônio que a longo prazo lhe dará um bom retorno.

É importante saber que existe investimento para todo tipo de bolso, que irão variar também de acordo com o nível de conhecimento sobre ele e a quantidade de tempo dedicada ao mesmo. Mais a frente mostraremos alguns investimentos onde é possível iniciar com valores mínimos de R$ 30,00.

Dica 2: Conceitos básicos que todo investidor precisa saber

Uma das coisas que preciso saber para iniciar no mundo dos investimentos, é a linguagem própria utilizada pelo mercado. Ficar por dentro dos termos utilizados, permite que você entenda melhor as explicações sobre cada investimento. Conheça alguns desses termos:

Liquidez

Em termos simples, liquidez é o quanto é fácil ou difícil fazer o resgate de um investimento. Quanto maior a liquidez , mais rápido para resgatar. Quanto menor a liquidez, mais longo será o prazo de resgate.

Isso quer dizer que, um investimento para alcançar tal rentabilidade, precisa de tantos dias para isso. Exemplos de investimento com liquidez diária são a poupança, CDB e contas remuneradas.

Risco

O risco é a chance, por exemplo, de um investimento não render o esperado ou ter um rendimento negativo. Ou seja, é quando existe a possibilidade de algo não sair como o esperado.

No mundo dos investimentos, existem aqueles que têm alto risco, como ações individuais de empresas negociadas na Bolsa de Valores, médio risco, como CDBs e Debêntures e de baixo risco, como a Poupança, Tesouro Direto e Fundos de Renda Fixa.

Retorno

É o quanto o investidor ganha com uma aplicação financeira. Quando é expresso na forma de um percentual, é chamado de rentabilidade. Por exemplo, a rentabilidade anual da Poupança em 2021, foi de 2,94%. Um um percentual bem baixo, se comparado com qualquer outro tipo de investimento.

Diversificação

Nada mais é do que dividir o valor que deseja investir em mais de um investimento. Essa é uma tática de segurança muito utilizada pelos investidores, para justamente evitar o risco. Deixando seu dinheiro todo aplicado em um único investimento, o risco de perda é maior.

Agora, se você distribui o valor entre algumas opções, esse risco diminui. Isso porque enquanto um investimento pode estar em queda, outro tipo , já pode estar com uma performance melhor. Isso dilui as perdas e pode até aumentar os ganhos.

Vale ressaltar que quanto maior for o risco de um investimento, maior é seu retorno esperado. Da mesma forma, investimentos com um risco mais baixo tendem a apresentar um retorno esperado menor.

Dica 3: Alguns tipos de investimento

Renda Fixa

Os investimentos de renda fixa são aqueles em que a forma de cálculo da remuneração é definida desde o momento da aplicação. Ou seja, todas as condições são acertadas antes de o investimento acontecer. Exemplos de investimentos de renda fixa:

  • Poupança
  • CDB
  • Tesouro Direto
  • Letra de Câmbio
  • Debêntures

Renda Variável

São aqueles em que o retorno é imprevisível no momento do investimento. Irá variar de acordo com as condições do mercado. Um exemplo são as ações. Quem compra ações, poderá ganhar a valorização dos papéis, mas é impossível saber de quanto será essa variação.

E pode também ocorrer o contrário. Esses mesmos papéis, podem desvalorizar. Assim ao em vez de ganhar, você perder, uma vez que a desvalorização será tirada do valor original que investiu. Veja exemplos de renda variável:

  • Ações
  • Fundos Imobiliários (FIIs)
  • ETFs
  • Fundos de Investimento
  • Criptomoedas

Dica 4: Vale a pena investir estando endividado?

banner acordo quero quitar

A resposta para essa pergunta é bem simples na verdade. Para saber se vale a pena investir mesmo tendo dívidas, basta verificar o seguinte. O investimento ou investimento nos quais pretende aplicar o dinheiro tem uma rentabilidade melhor do que os juros cobrados de suas dívidas?

Se sim, não resta dúvida de que a melhor coisa a fazer é investir. Mas o que acontece é que dificilmente um investimento terá uma rentabilidade maior do que os juros de uma dívida. Isso porque a maioria dos empréstimos, financiamentos e compras parceladas, cobram taxas altíssimas, como é o caso do cheque especial, cartão de crédito ou crédito pessoal.

Nesse caso, o melhor a fazer é se livrar primeiro das dívidas. Utilize qualquer dinheiro que sobrar para quitá-la. Depois, sem dívidas, é hora de pensar em investir.

Se esse for o seu caso, para saber o quanto deve e que dívidas têm, uma opção é fazer uma consulta gratuita (opens new window) no site da QueroQuitar (opens new window). Se a dívida for de um dos credores parceiros do site, você conseguirá saber o quanto deve e analisar a melhor oferta para pagamento.

Tudo de maneira 100% online, sem a intervenção humana. Feito isso, basta escolher a melhor oferta com a condição ideal de pagamento, fechar o acordo e baixar os boletos para pagamento.

Se quiser falar comigo ou tiver alguma dúvida, é só me mandar um e-mail: euquito@queroquitar.com.br. Vou adorar bater um papo com você!

Um abraço e até semana que vem.

Euquito.

Compartilhe:

Artigos Relacionados

Card CTA

Na QueroQuitar você fecha acordos com até 98% de desconto!

Consulte seu CPF e veja as melhores ofertas para quitar dívidas.

QueroQuitar

Curta os nossos canais

Uma iniciativa QueroQuitar

Educação financeira é parte fundamental de uma vida tranquila. Pensando nisso, a QueroQuitar está produzindo vídeos e conteúdos para que você tenha mais conhecimento e tome melhores decisões sobre como lidar com seu dinheiro

Inscreva-se para receber nossa Newsletter preencha os campos abaixo.

Conheça nossa Política de Privacidade e nossos Termos de Uso. WhatsApp - E-mail: contato@queroquitar.com.br
Copyright ©2015-2020 www.queroquitar.com.br, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. Todo o conteúdo do site, todas as fotos, imagens, logotipos, marcas, dizeres, som, software, conjunto imagem, layout, aqui veiculados são de propriedade exclusiva da QueroQuitar S.A. É vedada qualquer reprodução, total ou parcial, de qualquer elemento de identidade, sem expressa autorização. A violação de qualquer direito mencionado implicará na responsabilização cível e criminal nos termos da Lei. Respeitamos todos os itens que nos cabe previstos na LEI Nº 12.965, DE 23 DE ABRIL DE 2014. E o DECRETO Nº 8.771, DE 11 DE MAIO DE 2016 QueroQuitar S.A - CNPJ: 54.042.668/0001-20 - R. Bahia, 843 - Higienópolis - CEP: 01244-001 - São Paulo - SP