Crédito

Pix parcelado: como funciona e como utilizar


O Pix foi lançado pelo Banco Central em novembro de 2020, em um momento difícil, que não poderia ser melhor aproveitado.

Em plena pandemia, o uso do dinheiro impresso diminuiu de maneira drástica, enquanto o trabalho informal e os negócios online só aumentavam. E nessa nova onda, o Pix permitiu que os valores circulassem ​​entre as pessoas com mais facilidade.

Feito para facilitar as transações online, o Pix se mostrou como uma nova forma de transferência de valores mais rápida, diante de outras como como o DOC e TED, sendo que o crédito é feito quase de imediato.

E agora surge uma nova modalidade que traz ainda mais facilidades para os usuários, ao disponibilizar o Pix parcelado. Continue a ler o artigo para entender como funciona essa opção.

O que é o Pix parcelado?

O Pix parcelado, nada mais é do que algo muito parecido com a compra a prazo em um cartão de crédito, por exemplo. É um tipo de crédito pessoal que dá a possibilidade ao cliente de fazer um pagamento à vista com Pix, podendo parcelar a compra em várias vezes. Como?

O pagamento é feito à vista para quem recebe o valor, mas a instituição financeira que oferece o serviço, dá a possibilidade para o cliente que pagou, de parcelar esse valor, que claro estará sujeito a juros.

E não só aos juros. Para que o cliente utilize o serviço, ele passará por todas as etapas de uma solicitação de crédito. Ou seja, para a liberação do Pix Parcelado, ele será sujeito a uma avaliação de crédito, que inclui avaliação da renda, condições de pagamento, histórico de crédito e relacionamento com a instituição.

Como funciona o Pix parcelado?

Ao optar pelo Pix parcelado, o cliente tem a possibilidade de parcelar valores em 12, 24 ou até 60 vezes. Os juros irão variar de acordo com o perfil da pessoa e de instituição financeira para instituição financeira.

Aliás, cada instituição tem suas regras em relação a esta modalidade de Pix. Isso quer dizer que os valores podem por exemplo serem parcelados via cartão de crédito, lembrando que existem casos em que podem ser debitados direto na conta do cliente.

A vantagem do Pix parcelado é oferecer ao cliente que não tem o saldo total para pagar algo por meio do Pix à vista, uma maneira de não perder o negócio ou compra, uma vez que poderá pagar o valor em parcelas para o banco.

O importante é lembrar que diferente do Pix à vista, que não tem tarifa ou taxa alguma, o parcelado terá a cobrança de juros em cima do valor parcelado.

O Pix parcelado é autorizado pelo Banco Central?

É importante saber que o Pix parcelado não é um meio de pagamento oficial do Banco Central. De acordo com o órgão, o Pix não é uma operação de crédito.

Isso quer dizer que o BC ainda não definiu regras para esse tipo de operação. Em contrapartida, também não impôs nada que proíba as instituições financeiras de oferecerem esse tipo de produto.

O Pix Garantido

O Banco Central, em breve, promete lançar um produto semelhante ao Pix Parcelado, que terá o nome de Pix Garantido.

O produto permitirá o parcelamento de transações no Pix, em qualquer relação com cartão físico, emissor ou bandeira. Isso irá deixar a operação mais barata em relação às oferecidas pelas instituições financeiras, uma vez que os juros praticados serão menores.

E a ideia do Banco Central é exatamente não deixar o consumidor sujeito às altas taxas das instituições financeiras, bancos e aplicativos.

Vale a pena usar o Pix parcelado?

A resposta rápida é: depende. Para o lojista é uma boa, pois não precisa arcar com os custos de oferecer um parcelamento por meio de cartão de crédito, por exemplo. Para o cliente, pode existir vantagem, se o lojista passar essa redução de custos para o valor da compra do cliente.

Só que se essa redução não for maior que o juros que irá pagar no Pix Parcelado, já não é um bom negócio. Já se você não tem dinheiro em conta e precisa pagar algo que é uma emergência, como um cano estourado, por exemplo, o Pix parcelado é uma opção. Sem deixar de lembrar que sempre haverá juros nesse tipo de transação.

Por isso, o ideal mesmo, é que tenha uma reserva de emergência para casos assim.

A facilidade do parcelamento, em um primeiro momento, pode parecer uma ótima opção, mas é preciso cautela. Os juros geralmente não compensam. E o consumidor desavisado, tem o risco de começar a usar o Pix Parcelado como se fosse o Pix normal. Isso só o levaria a acumular dívidas, o que nunca é a melhor opção.

Em que situações usar o Pix parcelado?

banner acordo quero quitar

Para evitar o uso desnecessário dessa opção, veja algumas situações onde é possível utilizar o Pix parcelado. É preciso fazer uma avaliação para entender se:

  • A compra é uma necessidade ou um desejo de consumo?
  • É possível esperar e juntar dinheiro para comprar?
  • Dá para comprar à vista, onde não tem juros?
  • Comparou a taxa de juros com outros tipos de crédito?
  • Anote a compra parcelada e os vencimentos e evite parcelar outras coisas via Pix.
  • Tem a sua renda comprometida com mais de 30% com dívidas?

Para ter uma melhor ideia de como se organizar com suas finanças, para não sair dando o passo maior que a perna, que tal ler o artigo “Como evitar as dívidas: os 5 maiores erros dos endividados (opens new window)”.

Compartilhe:

Artigos Relacionados

Card CTA

Logo QueroQuitar laranja vertical

A QueroQuitar é a plataforma de negociação criada para facilitar a sua vida.

Consulte grátis!

Na QueroQuitar você fecha acordos com até 98% de desconto!

Consulte seu CPF e veja as melhores ofertas para quitar dívidas.

QueroRenda

Curta os nossos canais

Uma iniciativa QueroQuitar

Educação financeira é parte fundamental de uma vida tranquila. Pensando nisso, a QueroQuitar está produzindo vídeos e conteúdos para que você tenha mais conhecimento e tome melhores decisões sobre como lidar com seu dinheiro

Inscreva-se para receber nossa Newsletter preencha os campos abaixo.

Conheça nossa Política de Privacidade e nossos Termos de Uso. WhatsApp - E-mail: contato@queroquitar.com.br
Copyright ©2015-2020 www.queroquitar.com.br, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. Todo o conteúdo do site, todas as fotos, imagens, logotipos, marcas, dizeres, som, software, conjunto imagem, layout, aqui veiculados são de propriedade exclusiva da QueroQuitar S.A. É vedada qualquer reprodução, total ou parcial, de qualquer elemento de identidade, sem expressa autorização. A violação de qualquer direito mencionado implicará na responsabilização cível e criminal nos termos da Lei. Respeitamos todos os itens que nos cabe previstos na LEI Nº 12.965, DE 23 DE ABRIL DE 2014. E o DECRETO Nº 8.771, DE 11 DE MAIO DE 2016 QueroQuitar S.A - CNPJ: 54.042.668/0001-20 - R. Bahia, 843 - Higienópolis - CEP: 01244-001 - São Paulo - SP